Buscar
  • Cinema Comentado Cineclube

Cinema Comentado Cineclube e Curta Circuito exibem produções do rei do Cinema Popular

Na próxima sexta-feira (28) e no sábado (29), quatro produções do Cinema Popular Brasileiro serão exibidas em Montes Claros. A Mostra Carlo Mossy traz dois longas-metragens e dois curtas-metragens que são um resumo de sua trajetória. O cineasta Moisés Abraão Goldszal, conhecido pelo pseudônimo de Carlo Mossy, merece mais do que ninguém o título de “Rei do Cinema Popular”. Tendo produzido, dirigido e atuado em dezenas de títulos, completou 70 anos de idade e 50 anos de carreira ainda capaz de se mostrar incômodo e inovador, sempre dialogando com o grande público nos diversos gêneros por onde transita sem dificuldades.

A exibição é fruto da parceria entre o Cinema Comentado Cineclube e o Curta Circuito – uma mostra permanente de cinema. Seu caráter, próprio, trabalha na formação de público através de uma regularidade em promover exibições e debates durante uma frequência de semanas alternadas ao invés de concentrar em várias sessões em poucos dias. Criada em 2001 abriu espaço ao curta-metragem, depois ao média e absorveu o longa. O Curta Circuito não visa criar competições, seja pela escolha de um júri crítico ou do público, mas de promover um encontro com a produção audiovisual brasileira.

A exibição dos filmes do Cinema Comentado Cineclube acontecem aos sábados, na sala de audiovisual anexa ao Centro Cultural Hermes de Paula, a partir das 19h. Vale lembrar que a entrada é gratuita e aberta para toda a comunidade interessada em cinema e debates sobre a sétima arte. Classificação indicativa das sessões: 18 anos.

PROGRAMAÇÃO

28/04 | 19H

O Ridículo l Carlo Mossy, RJ, 2016, 9′ Homem sessentão tem problemas com sua disfunção erétil, e se martiriza por isso, encontrando numa garota de programa, talvez, a solução.

Giselle |Victor de Mello, RJ, 1982, 96’ Giselle, filha adolescente de um fazendeiro rico, possui um comportamento liberal e promíscuo, tendo casos com a madrasta Haydée, com a amiga Susana e com Ângelo, capataz da fazenda de seu pai. Um triângulo amoroso surge com a chegada de Serginho, filho de Haydée, ao mesmo tempo em que são revelados segredos de cada membro da família.

29/04 | 19H

Intervalo l Carlo Mossy, RJ, 2016, 20′ Uma famosa e consagrada atriz idosa e no implacável ostracismo, (Laddy Francisco), vive seu pior momento, quando sua filha a deseja, impreterivelmente, no Retiro dos Artistas, para poder ficar com o apartamento em que vivem as duas, a fim de inescrupulosamente dividi-lo com sua amante. Mas a atriz refuta sair de sua casa, “seu mundo”, “sua história”, “seus bastidores” como a própria descreve sua casa, suicidando-se. Durante todo o desajuste ocorrido entre a mãe e a filha, são inseridas cenas de atrizes e atores reais, por mim filmados em 2005, enquanto residentes no Retiro, e através de tristes e poéticos depoimentos por eles narrados, desenha-se o filme. Todos eles, há anos, falecidos.

Ódio l Carlo Mossy, RJ, 1981, 88′ Ao visitar a família no interior do Estado do Rio de Janeiro, o advogado Roberto (Carlo Mossy) é surpreendido por uma tragédia: seu pai, sua mãe e sua irmã – além da empregada da casa – são feitos reféns, torturados e mortos por funcionários da fazenda onde viviam e trabalhavam. Para azar dos bandidos, Roberto é o único sobrevivente da chacina; após longo período internado, ele se recupera e passa a ter como único objetivo vingar a morte das pessoas que amava.

#carlosmossy #reidocinemapopular #ódio #gisele #CineComentado #CinemaComentado #curtacircuito #oridículo #intervalo #mostradecinemapermanente

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo